Última hora

Última hora

Alemanha: Schroeder emocionado confirma ausência no próximo governo

Em leitura:

Alemanha: Schroeder emocionado confirma ausência no próximo governo

Tamanho do texto Aa Aa

Emocionado, Gerard Schroder confirmou pela primeira vez em público que não vai fazer parte do próximo governo alemão. Disposto a contribuir activamente nas negociações de formação do governo da coligação, o ainda chanceler fez a revelação durante um discurso a sindicalistas de Hanôver, a sua cidade natal.

“Não vou fazer parte do próximo governo, definitivamente estarei de fora, mas a vossa recepção tornou uma coisa muito clara: quero estar entre vocês. Sei de onde venho e é por isso que eu sei onde pertenço”, declarou. Os sociais-democratas deverão decidir esta quinta-feira os seus oito ministros e de acordo com a imprensa alemã o presidente do SPD, Franz Muntefering, deverá ser vice-chanceler e ministro do trabalho, sector onde se espera a conclusão de importantes reformas. Outro nome avançado pela comunicação social foi o de Peer Steinbruck, antigo chefe de estado regional da Renânia do Norte Vestefália, que deverá dirigir o ministério das finanças. Angela Merkel vai liderar o governo da grande coligação, mas não terá muitos motivos para sorrir. Esta quarta-feira alguns dirigentes políticos tentaram minimizar as afirmações do presidente da CSU da Bavieira Edmund Stoiber, em que dava conta que Merkel iria ter uma competência limitada na orientação governamental. As negociações entre a CDU/CSU e o SPD para a formação de governo começam na próxima segunda feira, deverão demorar um mês e adivinham-se bastante difíceis.