Última hora

Última hora

Iraque: algumas pessoas já votam no referendo sobre a Constituição

Em leitura:

Iraque: algumas pessoas já votam no referendo sobre a Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

A 48 horas do referendo sobre a Constituição iraquiana, prisioneiros, funcionários dos hospitais e pessoas doentes começaram já esta manhã a votar.

O sufrágio é acompanhado por observadores internacionais de várias Organizações Não Governamentais. De acordo com fontes do governo, em várias regiões do país há equipas do ministério do Interior que supervisionam o processo. Soldados, polícias e outros agentes asseguram o desenrolar do referendo. No total, mais de 15 milhões de eleitores são chamados a pronunciar-se sobre o projecto de Constituição, apoiado por xiitas e curdos. Um acordo de última hora permitiu uma alteração no documento que pode conseguir o voto favorável também dos sunitas, até agora contra o projecto federalista. Devido ao aumento da violência no país e seguindo o exemplo de actos eleitorais anteriores, a circulação automóvel vai ser interdita, o aeroporto de Bagdade vai ser encerrado, o porte de armas será limitado aos seguranças das personalidades políticas. Para além das forças iraquianas, 140 mil soldados americanos vão tentar garantir que o referendo se processe em paz.