Última hora

Última hora

Paquistão: Musharraf agradece mas quer mais ajuda

Em leitura:

Paquistão: Musharraf agradece mas quer mais ajuda

Tamanho do texto Aa Aa

O desespero leva muitos sobreviventes do sismo de Sábado no paquistão a lutarem por uma manta, um pedaço de pão ou um pouco de água. É nas montanhas da Caxemira paquistanesa onde se verifica a situação mais preocupante.

As autoridades estimam existirem cerca de 2,5 milhões desalojados. Nas zonas mais a norte já começou a nevar… o inverno aproxima-se. “Existem bastantes zonas por alcançar. A área afectada pelo sismo é de vinte mil quilómetros quadrados”, referiu um oficial paquistanês. Alguns locais são apenas acessiveis a pé e a ajuda só pode ser transportada por animais, ou lançada de paraquedas. O Presidente do Paquistão, Pervez Musharraf,agradeceu o auxílio internacional, estimado em 350 milhões de dolares, mas apelou por mais ajuda, com urgência. O último balanço oficial aponta para 23 mil mortos. Receia-se que o número pode ascender aos 40 mil. Esta madrugada, a região foi abalada por uma réplica de 5,6 na escala de Richter. O medo voltou àqueles que ainda procuram o mínimo de conforto.