Última hora

Última hora

Moscovo garante que ataques de Nalchik chegaram ao fim

Em leitura:

Moscovo garante que ataques de Nalchik chegaram ao fim

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou o pesadelo em Nalchik, a cidade do Cáucaso que nas últimas 24 horas tem sido palco de confrontos entre separatistas chechenos e as forças russas.

Moscovo garante que o último foco de resistência foi eliminado, os guerrilheiros terão sido mortos, as autoridades ainda não comunicaram qual foi a sorte dos últimos três reféns, duas mulheres e um homem. Fontes oficiais referem que as forças da ordem, constituídas por 1500 soldados e 500 membros das operações especiais, cercaram dois grupos de combatentes numa esquadra da polícia e num estabelecimento comercial, perto do edifício do FSB, os serviços secretos russos. Foram também atacados pelos separatistas o aeroporto, uma prisão e duas lojas de armas de caça.Trata-se de mais um ataque a juntar a outros que têm de destabilizado a região no último ano.Os combates tiveram início na manhã de ontem. E agora, com tudo aparentemente mais calmo, o balanço apresentado pelas autoridades russas não bate certo com as indicações de testemunhas.Segundo a versão das autoridades 24 efectivos das forças de segurança morreram, 58 ficaram feridos. Ainda de acordo com a versão oficial, morreram 61 guerrilheiros, perto de 100 acabaram detidos. Outras fontes garantem que o número de guerrilheiros que participaram no ataque chegou aos 300.Moscovo assegura que no máximo haveria 150 rebeldes nos ataques e que em toda a operação há a registar 100 vítimas mortais, 12 eram civis.