Última hora

Última hora

Iraque referenda a Constituição

Em leitura:

Iraque referenda a Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 15 milhões e meio de iraquianos vão às urnas para referendar a Constituição. As medidas de segurança foram fortemente reforçadas, mesmo assim, quatro assembleias de voto foram atacadas a tiro, esta madrugada, e as linhas de alta tensão que alimentam Bagdad sabotadas provocando um corte de energia na capital iraquiana. A mesma situação foi verificada em Bassorá.

Apesar de tudo, a afluência às urnas nas regiões xiitas começou com bastante intensidade. Os eleitores faziam fila mesmo antes da abertura das assembleias de voto. Do lado sunita a votação decorre a bom rítmo. Em Falujah, o bastião dos rebeldes, a polícia encontra-se em estado de alerta máximo. O voto desta comunidade é a grande incógnita desta consulta uma vez que são suficientes em número para fazer abortar o projecto se dois terços dos eleitores das três províncias onde são maioritários disserem “Não”. O projecto constituciona, resultante de longas e árduas negociações, prevê a istauração de um Iraque federal que romperá radicalmente com o Iraque do antigo regime hiper-centralizado e laico.