Última hora

Última hora

Países da cimeira ibero-americana pedem fim do bloqueio a Cuba

Em leitura:

Países da cimeira ibero-americana pedem fim do bloqueio a Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim a décima-quinta cimeira ibero-americana em Salamanca. E mais uma vez foram pedidas medidas menos restritivas por parte dos Estados Unidos em relação à ilha governada há décadas por Fidel Castro. Só que agora, a polémica foi outra: as diferenças entre as palavras “bloqueio” e “embargo” a Cuba. Para o comum dos mortais, neste caso específico, tratam-se de sinónimos. Mas a questão foi suficiente para ferir a susceptibilidade dos representantes da Casa Branca.

A expressão “bloqueio a Cuba” foi sempre utilizada pelo presidente Fidel Castro. O termo “embargo” é o preferido pelos norte-americanos. Os países da cimeira ibero-americana, o que pediram desta vez, foi o fim do bloqueio. Reagindo à inquietação dos Estados Unidos, o presidente venezuelano Hugo Chavez disse apenas: “enquanto os cães ladram, a caravana passa”. Já o presidente colombiano, Alvaro Uribe, considera que estas cimeiras têm servido mais para fazer “turismo presidencial” que outra coisa.