Última hora

Última hora

UE estuda medidas de combate à gripe das aves

Em leitura:

UE estuda medidas de combate à gripe das aves

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia reuniram-se de emergência no Luxemburgo para analisar a propagação da gripe das aves na Europa e para estudar estratégias de prevenção e combate à pandemia anunciada.

Jack Straw pediu hoje aos 25 países da União para se prepararem para enfrentar o H5N1. O chefe da diplomacia britânica informou que estão a ser feitos todos os possíveis para providenciar conselhos e ajuda à Grécia, Roménia, Turquia, Rússia e outros países do mundo. A presidência britânica da União garante que há um “grande esforço” para colocar em marcha planos de luta contra a doença caso exista o contágio de humanos. A Organização Mundial de Saúde pede que se prepare uma resposta para o pior dos cenários “porque no caso duma pandemia” o número de mortes pode ascender aos “milhões”. No entanto, para já, a gripe das aves é um problema essencialmente veterinário. O risco está numa mutação do vírus que o torne transmissível entre humanos. O vírus está a alastrar mais rapidamente do que inicialmente se previa. Com origem na Ásia, passou todo o território russo atingindo a Turquia, Roménia e ao que tudo indica a Grécia, entrando assim na União Europeia. Ainda por confirmar estão casos na Bulgária, Macedónia, Croácia e Sérvia-Montenegro. A doença deve chegar a Itália nos próximos dias. A importação de aves vivas da Roménia e da Turquia foi embargada, o mesmo deve acontecer com a região da Grécia afectada. A venda de aves vivas foi proibida na Baviera.