Última hora

Última hora

Alemanha fecha aviários; Moscovo confirma H5N1; Hungria está perto da vacina

Em leitura:

Alemanha fecha aviários; Moscovo confirma H5N1; Hungria está perto da vacina

Tamanho do texto Aa Aa

O ministério alemão da Defesa dos Consumidores decidiu confinar todas as aves de criação aos galinheiros, em todos os landes. A medida foi tomada depois de uma conferência telefónica com todos os ministros regionais e vai ser posta em prática no próximo sábado.

Quanto às análises feitas a Sul de Moscovo, confirmou-se a presença do vírus H5N1. Por outro lado, a agência da ONU para a Alimentação e a Agricultura, FAO, advertiu que a África e o Médio Oriente também estão ameaçados pela propagação do vírus da gripe das aves. A presença da gripe aviária na Roménia e Turquia, depois do aparecimento de focos na Rússia, Cazaquistão e Mongólia, confirma as recentes advertências dos serviços veterinários da FAO, relativas a uma progressão do vírus ao longo das rotas seguidas pelas aves migratórias a partir do Sudeste asiático. O ministro grego da Saúde fez questão de ser visto a comer frango, na pequena ilha do mar Egeu, onde foi descoberto o primeiro caso de contaminação pelo vírus da gripe aviária na União Europeia. Portugal adquiriu 2,5 milhões de doses de tratamento completo para as manifestações clínicas da gripe das aves na população. O stock está disponível, para assegurar a protecção de tratadores de animais em explorações onde o problema seja identificado. Na Hungria, foi desenvolvido com sucesso o protótipo de uma vacina contra a gripe aviária com resultados positivos para o homem. A investigação já tinha começado no início do ano, a partir de uma célula estaminal colhida em 1997 em Hong Kong.