Última hora

Última hora

Planos para melhorar licenças de parto e de paternidade no Reino Unido

Em leitura:

Planos para melhorar licenças de parto e de paternidade no Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

Os futuros papás e mamãs britânicos receberam hoje uma boa notícia. O governo de Tony Blair pretende introduzir alterações nas licenças de parto e de paternidade no Reino Unido.

De acordo com o projecto da lei do trabalho e famílias, que será submetido ao parlamento, os pais vão ter direito a até três meses de licença, parcialmente remunerada, e as mães poderão usufruir de uma licença de maternidade paga por um período de nove meses, de um total de 12. Os últimos três meses da licença podem ser transferidos para o pai, caso exista essa vontade. O projecto de lei foi delineado pelo secretário da Indústria e do Comércio, Alan Johnson, que desvalorizou as preocupações de algumas empresas. Cuidar de um filho recém-nascido poderá vir a ser mais fácil na Grã-Bretanha, o que terá consequências na taxa de natalidade e no rejuvenescimento da população.