Última hora

Última hora

Wilma prestes a fustigar costa mexicana

Em leitura:

Wilma prestes a fustigar costa mexicana

Tamanho do texto Aa Aa

O furacão Wilma, a 21ª tempestade tropical a formar-se no Atlântico este ano, está prestes a fustigar a turística península mexicana de Iucatão com ventos de mais de 240 km/h.

A depressão tem, actualmente, uma intensidade de grau 4 na Escala de Saffir-Simpson, mas ainda hoje poderá voltar a atingir a categoria máxima. Por isso, o presidente mexicano Vicente Fox apela desesperadamente à prevenção:“Agora, nas próximas horas e nos próximos dias, o mais importante é proteger vidas, proteger as nossas famílias e as nossas crianças”. No Iucatão, há 38 mil turistas, entre os quais se encontram 360 portugueses, que foram instados a regressar a casa. Mas, com os aeroportos paralizados, os veraneantes têm de permanecer em abrigos temporários à espera que a tempestade amaine. Hoje por volta do meio dia local, o Wilma deverá tocar a costa mexicana. A tempestade avança em direcção nor-noroeste a uma velocidade de 9 km/h, mas até ao fim de semana deverá sofrer um ligeiro desvio e rumar à Florida, onde é esperada no domingo à tarde. Durante esta trajectória o furacão poderá visar Cuba. É por isso que Havana já iniciou a evacuação das zonas costeiras, que abrange meio milhão de pessoas. Na Florida, o governador Jeb Bush decretou o estado de emergência e mobilizou a Guarda Nacional. Entre os cidadãos, é a corrida aos combustíveis para abandonar as zonas de risco.