Última hora

Última hora

ONU dá última oportunidade à Síria para colaborar em inquérito sobre Hariri

Em leitura:

ONU dá última oportunidade à Síria para colaborar em inquérito sobre Hariri

Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai alargar, até Dezembro próximo, o prazo de investigação ao assassínio do ex-primeiro ministro libanês, Rafic Hariri.

Esta é uma das conclusões da apresentação pública feita esta terça-feira em Nova Iorque pelo relator da investigação o juiz alemão Detlev Mehlis, que defende ser esta a última oportunidade para as autoridades de Damasco colaborarem com este inquérito internacional. “A comissão dará às autoridades libanesas toda a assistência técnica que for necessária. Por outro lado, a comissão considera que o alargamento do prazo de investigação fornece à Síria uma oportunidade magnífica para colaborar e fornecer provas e factos sobre a investigação”, disse o juiz alemão. Detlev Mehlis adiantou ainda que membros desta comissão de inquérito e ele próprio receberam ameaças que consideraram credíveis. De acordo com este documento, um meio-irmão do presidente sírio Bashar al-Assad e um chefe dos serviços secretos estão envolvidos no alegado conluio para assassinar o ex-primeiro-ministro libanês.