Última hora

Última hora

Israel lança ataque na faixa de Gaza dois meses depois da retirada militar

Em leitura:

Israel lança ataque na faixa de Gaza dois meses depois da retirada militar

Tamanho do texto Aa Aa

O exército israelita retomou ontem a estratégia dos assassínios selectivos em Gaza, dois meses depois de ter entregue o controlo da região à Autoridade Palestiniana.

Pelo menos sete palestinianos morreram e vários outros ficaram feridos na sequência de um ataque aéreo israelita em Jebalia, que teve como alvo o comandante do movimento Jihad Islâmica para o norte da faixa de Gaza, Shahdi Mhanna. Mhanna, que seguia numa viatura quando se verificou o ataque, era considerado como um dos responsáveis pelos tiros de morteiro disparados para território israelita nos últimos dias. Ariel Sharon justificou ontem a incursão militar sublinhando que, “a Autoridade Palestiniana não tomou nenhuma medida séria para combater o terrorismo. Não aceitamos em circunstância alguma o terrorismo. A nossa ofensiva não parará até termos eliminado totalmente o terrorismo”. Também esta quinta-feira, os militares israelitas prenderam um outro dirigente da Jihad Ialâmica, numa rápida incursão em Jenine na Cijordânia. O ataque aéreo de ontem na faixa de Gaza é a resposta israelita ao atentado de quarta-feira no mercado de Hadera que provocou a morte de cinco pessoas.