Última hora

Última hora

Bairros em fogo nos arredores de Paris, pela sexta noite consecutiva

Em leitura:

Bairros em fogo nos arredores de Paris, pela sexta noite consecutiva

Tamanho do texto Aa Aa

Nem o ministro do Interior, nem a polícia, nem os mediadores voluntários conseguem parar a violência que se expande pelos bairros periféricos da capital francesa.

A região de Paris viveu a sexta noite consecutiva de terror. 62 viaturas foram queimadas em quatro localidades, um armazém de alcatifas foi consumido pelas chamas, 34 pessoas foram detidas. Os confrontos atingiram já quatro departamentos. Esta noite a violência concentrou-se em Aulnay-sous-Bois, acerca de dez quilómetros de Clichy-sous-Bois, onde tudo começou na quinta-feira passada, após a morte de dois adolescentes electrocutados num transformador de electricidade. O ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, privilegiou o uso da força para resolver a crise, mas só conseguiu inflamar mais os jovens. Agora, para além da crise nas ruas, tem uma crise no governo. O ministro responsável pela Promoção da Igualdade de Oportunidades não gostou dos métodos e das palavras de Sarkozy e disse-o abertamente; o ministro do Interior não escondeu o desagrado pela atitude do seu colega e acusa-o de não lhe ter fornecido todos os dados sobre o problema.