Última hora

Última hora

Furacões podem afectar resultados da BASF

Em leitura:

Furacões podem afectar resultados da BASF

Tamanho do texto Aa Aa

Os furacões que afectaram os Estados Unidos fizeram estragos também no maior grupo mundial do sector químico, a alemã BASF. A administração reviu em baixa as previsões de resultados para o último trimestre do ano, por causa do impacto das catástrofes naturais, uma vez que o grupo é também produtor de petróleo.

Ao mesmo tempo, o grupo apresentou resultados em alta relativos ao terceiro trimestre. As vendas ultrapassaram os 10 mil milhões de euros e o lucro líquido foi de 808 milhões. Actualmente, a BASF emprega 80.700 pessoas.

Apesar do aumento nos lucros, os investidores estão relativamente desapontados com os resulltados, já que o volume de negócios pouco avançou, e também com as previsões menos optimistas relativas ao resto do ano. As acções fecharam em queda de 2,5%. Durante o último período, a BASF beneficiou com a venda da Basell, uma joint-venture que tinha com a Shell, ao milionário ucraniano Len Blavatnik.