Última hora

Última hora

Irão radicaliza política internacional

Em leitura:

Irão radicaliza política internacional

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de iranianos festejam, nas ruas da sua capital, o 26° aniversário do assalto à Embaixada americana pelos estudantes islamitas. Depois desse longínquo dia de 1979, as relações do Irão com os Estados Unidos nunca mais foram as mesmas.

Na manifestação de hoje, ouve-se a mesma retórica anti-americana e faz-se a defesa das actividades nucleares nacionais. O presidente ultra-conservador, Mahmoud Ahmadinejad, não só voltou a reiterar a sua recusa em suspender o projecto da conversão do urânio como enviou ao ocidente sinais claros de endurecimento da política internacional: susbstituiu os embaixadores iranianos que, nestes últimos anos, trabalhavam na aproximação ao Ocidente. Achava-os “demasiado liberais”. Nomeou também um desconhecido para ministro do Petróleo, depois do Parlamento ter chumbado um conhecido conservador numa primeira proposta.O Irão é o quarto produtor de crude a nível mundial. No edifífio de escritórios da British Airways e da British Petroleum explodiu uma bomba artesanal, sem causar vítimas. As relações anglo-iranianas estão crispadas pela obstrução de Teerão às importações britânicas. Londres acusa Teerão de fomentar o terrorismo no Iraque. Teerão nega.