Última hora

Em leitura:

Motins nos caminhos-de-ferro semeiam o caos em Buenos Aires


mundo

Motins nos caminhos-de-ferro semeiam o caos em Buenos Aires

Protestos nos bairros periféricos de Buenos Aires, a capital argentina,terminaram com 87 pessoas detidas e várias carruagens de comboio em chamas.

Cansados de esperar pelos comboios atrasados, os passageiros, enfurecidos,pegaram fogo a 15 vagões, uma estação de caminho-de-ferro e um carro da polícia, prosseguindo depois os motins pelas ruas da cidade. Apesar da violência dos actos – os mais graves na capital argentina depois dos motins verificados durante a crise económica de 2001 -2002 -, não há notícia de vítimas. O ministro do Interior, Aníbal Fernandes, surgiu zangado frente às câmaras de televisão: “Podem estar furiosos, todos podemos compreender, mas ninguém, em sítio nenhum do mundo, deita fogo aos comboios e às estações”. Isto foi planeado”, afirmou. Aníbal Fernandes acusa elementos da esquerda e sindicalistas de terem preparado os motins. Estes actos de violência surgem três dias antes de o país receber a cimeira das Américas, que decorrerá em Mar del Plata, a 400 quilómetros de Buenos Aires, na qual participará George W. Bush, cuja presença está a ser contestada no país.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

O reforço da autonomia da Catalunha