Última hora

Última hora

Aumenta a pressão sobre o Irão para que abandone programa nuclear

Em leitura:

Aumenta a pressão sobre o Irão para que abandone programa nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de emigrantes iranianos manifestaram-se esta segunda-feira em Bruxelas para pedir à União Europeia que não retome as negociações com Teerão, relativas ao programa nuclear do país.

O protesto convocado por um grupo da oposição, o Conselho Nacional da Resistência, ocorre num momento em que os 25 ponderam reatar as conversações, exigindo em contrapartida que o país suspenda o enriquecimento de urânio. Para tentar diminuir a pressão internacional, o presidente Ahmadinejad, ultra-conservador, permitiu que os inspectores da ONU visitassem ontem uma instalação militar. Mas para os manifestantes em Bruxelas, “não se pode perder mais tempo em hesitações, o tema do programa nuclear iraniano deve ser enviado imediatamente para o Conselho de Segurança da ONU para que sejam aplicadas sanções”, como afirma um dos responsáveis da marcha. Hoje o director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica pediu mais transparência ao Irão. No dia 24 de Setembro a agência tinha denunciado o não cumprimento do Tratado de Não Proliferação Nuclear por parte do regime de Teerão, que reafirma que o seu programa nuclear se limita a fins civis.