Última hora

Última hora

Primeiros sinais de consensos na Grande Coligação alemã

Em leitura:

Primeiros sinais de consensos na Grande Coligação alemã

Tamanho do texto Aa Aa

É o optimismo que reina agora entre cristãos-democratas e sociais democratas alemães. A poucos dias da data limite para o consenso na formação do executivo, os líderes estão agora convencidos de que o pior já passou.

Até sexta-feira está ainda tudo em aberto, mas as negociações sofrem outro tipo de pressão, como disse o futuro ministro das Finanças, Peer Steinbruk, que é a situação financeira catastrófica do Estado federal que é preciso resolver. Até agora, é público que o consenso foi alcançado no aumento da idade da reforma. Os alemães passam a ser pensionistas aos 67 anos e não aos 65 como até agora. De resto, estão a ser negociadas contrapartidas no sentido de equilibrar os programas partidários. Mas as medidas duras vêm aí. O TVA, o equivalente ao IVA português, vai deixar de ser de 16 por cento. Há quem reivindique uma subida de dois ou mais por cento na Taxa de Valor Acrescentado.