Última hora

Última hora

Egípcios terminam jornada eleitoral democrática

Em leitura:

Egípcios terminam jornada eleitoral democrática

Tamanho do texto Aa Aa

Os egípcios foram às urnas nesta primeira jornada eleitoral das três em que se dividiram as legislativas, prolongando-se até Dezembro.

Pese embora alguma apatia durante a campanha, a afluência às urnas foi positiva e os eleitores mostram-se contentes com algumas medidas democráticas, nomeadamente a presença de observadores de organizações não governamentais. Um cidadão sublinha a diferença entre estas e outras eleições: “desta vez até há urnas de voto transparentes”, diz. Poucos duvidam da nova vitória do Partido Nacional Democrático de Hosni Mubarak. Resta saber a quem os proscritos Irmãos Muçulmanos deram o seu apoio, já que houve vários partidos independentes a concorrerem. Apresentaram, no geral, um discurso de defesa do IslãO. Os muçulmanos moderados tentam eleger 77 deputados e usufruir da divisão da oposição tradicional. Destas legislativas sairão os dirigentes partidários que vão concorrer contra Mubarak nas presidenciais de 2011. Só os partidos que tiverem mais de 5 por cento de votos proporcionarão esse direito. O egípcios elegem agora 5.310 candidatos. Há dez milhões de eleitores mas, 74 por cento do total da população nem sequer tem cartão de elitor.