Última hora

Última hora

Primeiro caso de cura espontânea de um seropositivo

Em leitura:

Primeiro caso de cura espontânea de um seropositivo

Tamanho do texto Aa Aa

Um britânico de 25 anos, dado como seropositivo em Agosto de 2002 terá sido o primeiro caso de uma cura espontânea. Depois de lhe ter sido diagnosticada a contaminação, na fase inicial, não lhe foi receitado nenhum medicamento.

Pouco mais de um ano depois, em Outubro de 2003, foram feitos novos testes que confirmaram que o vírus HIV deixou de estar no seu organismo. O caso registou-se no centro hospitalar Chelsea and Westminster Healthcare Center, em Londres. Andrew Simpson, vendendor de sandes, ofereceu-se para ser literalmente “estudado” pelos médicos, com a esperança de encontrar o “segredo” de Simpson. Há quase 40 milhões de seropositivos no mundo.