Última hora

Última hora

"Grande Coligação" ratificada por CDU, CSU e SPD

Em leitura:

"Grande Coligação" ratificada por CDU, CSU e SPD

Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim o impasse na formação de governo na Alemanha. A aliança entre aCDU, a CSU e o SPD foi ratificada nos congressos das três formações políticas.

O programa de governo é duro para os contribuintes. Os impostos vão aumentar e o IVA é já o primeiro a subir: passa de 16 para 19%. A futura chanceler está optimista e acredita ser possível preservar o que tornou a Alemanha forte: uma economia social de mercado na época da mundialização e uma política de paz perante a ameaça terrorista. Mas as medidas duras vão ser aplicadas também no plano social. A grande coligação quer que o período de experiência num novo emprego passe de seis meses para dois anos. O número de horas de trabalho vai também ser maior e deverá passar para as 41 horas semanais. Esperam-se por isso tempos difíceis em nome da recuperação da economia alemã. Para a história fica Gerhard Schroeder, o chanceler que deixa o cargo depois de sete anos na chefia do executivo. Na hora da despedida do governo, Schroeder mostrou-se satisfeito por finalmente a Grande Coligação ter chegado a acordo para assegurar um governo estável.Schroeder sai de cena.Para ser chanceler Angela Merkel será ainda submetida à aprovação do parlamento no próximo dia 22.