Última hora

Última hora

Italianos contestam linha de TGV entre Lyon e Turim

Em leitura:

Italianos contestam linha de TGV entre Lyon e Turim

Tamanho do texto Aa Aa

Foram cem mil as vozes que se levantaram contra a construção da linha férrea para o comboio de alta velocidade entre Lyon e Turim. A manifestação teve lugar em Bussoleno, na região dos Alpes italianos, e contou com o apoio de escolas, comércios e empresas do Vale do Susa que hoje não abriram portas em sinal de solidariedade para com o protesto. A mobilização contra este projecto do governo italiano tem nas suas fileiras alguns presidentes de Câmara que defendem a modernização da linha internacional já existente e que consideram sub-aproveitada.

Mas, se a maioria dos habitantes do Vale está contra este projecto, o patronato da região de Piémonte e Bruxelas defendem-no fortemente. A travessia ferroviária Lyon-Turim insere-se num dos programas prioritários de transportes da União Europeia. Um túnel de 53 quilómetros é uma das construções mais contestadas, embora em vão, uma vez que os trabalhos de sondagem geológica que precedem a escavação já começaram. O custo da ligação, que deve estar pronta entre 2015-2018, está avaliado em 12 mil milhões de euros.