Última hora

Última hora

Indústria química: Parlamento Europeu aprova REACH

Em leitura:

Indústria química: Parlamento Europeu aprova REACH

Tamanho do texto Aa Aa

Para desilusão dos Verdes, o Parlamento Europeu, em Estrasburgo, aprovou o relatório sobre o regulamento REACH, acrónimo para o registo, avaliação e autorização de substâncias químicas, a proposta da Comissão Europeia para regular o sector e instaurar, no prazo de 11 anos, um sistema de registo para cerca 30 mil substâncias fabricadas ou importadas para a União Europeia em quantidades superiores a uma tonelada.

Conservadores, socialistas e liberais, os três principais grupos do Parlamento Europeu, chegaram, antes da votação, a um compromisso para aprovar uma versão atenuada do projecto. Os testes a fornecer pelos industriais foram simplificados para 2/3 das substâncias, o que mereceu o aplauso do sindicato do sector na Alemanha, a principal potência química na Europa. Tony Blair espera um acordo político até ao Conselho Europeu, antes do fim da presidência britânica da União, em Dezembro. Desde que a Comissão Europeia publicou, em 2001, o livro branco com as linhas mestras do regulamento que ecologistas e industriais fazem lobby em nome da segurança destes produtos para a saúde e o ambiente ou, por outro lado, em prol da competitividade das empresas. A Europa é líder mundial no sector químico. Uma indústria que pesa 500 mil milhões de euros na economia e que emprega cerca de 1 milhão e 700 mil pessoas.