Última hora

Última hora

Polícia espanhola deteve dez presumíveis terroristas islâmicos

Em leitura:

Polícia espanhola deteve dez presumíveis terroristas islâmicos

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia espanhola preparou durante dez meses uma operação contra o terrorismo islâmico, em Alicante, Granada e Murcia, que hoje resultou em dez detenções. Os presumíveis terroristas são acusados de ter ligações à Al-Qaeda, apoiando-a logistica e financeiramente com narcotráfico, falsificação de cartões de crédito, assalto a propriedade e roubo de carros.

O ministro espanhol do Interior, José Antonio Alonso, explicou, em conferência de imprensa, que os detidos integravam uma célula que financiava e dava apoio logístico ao Grupo Salafista para a Prédica e o Combate, uma organização radical argelina. Tinham ligações com outros países da União Europeia. Alonso precisou que os detidos não constituíam ainda uma verdadeira unidade de comando, pelo que não era de esperar que pudessem cometer atentados “a curto ou médio prazo”. O ministro aproveitou ainda para tranquilizar os moradores das áreas onde se realizaram as detenções. Foi apreeendido muito material informático, 35 mil euros, haxixe e cocaína. Desde os ataques da Al-Qaeda às Torres Gémeas, no 11 de Setembro, já foram presas, em Espanha, cerca de 200 pessoas relacionadas com o terrorismo islâmico.