Última hora

Última hora

Euromed festeja 10 anos de Processo de Barcelona com cimeira na capital catalã

Em leitura:

Euromed festeja 10 anos de Processo de Barcelona com cimeira na capital catalã

Tamanho do texto Aa Aa

A capital da Catalunha é, a partir de hoje e durante dois dias, o palco da celebração dos 10 anos do Processo de Barcelona, que conta com 35 membros: os Vinte e Cinco da União Europeia, Marrocos, Tunísia, Argélia, Egipto, Israel, Síria, Líbano, Jordânia, Turquia e a Autoridade Palestiniana.

Uma celebração em forma de cimeira marcada pelos temas da luta antiterrorista, do combate à imigração ilegal e do desenvolvimento da margem sul do Mediterrâneo. Para o responsável da política externa europeia, Javier Solana, “os 35 membros têm problemas comuns, que vão do desenvolvimento político e económico, até aos problemas que hoje em dia são fundamentais como a segurança. Para este décimo aniversário do Processo de Barcelona foram destacados mais de 5.500 agentes de polícia. Destaque ainda para a ausência da maior parte dos chefes de Estado e de governo árabes. O presidente egípcio, Hosni Mubarak, e o seu homólogo argelino, Abdelaziz Bouteflika, não vão participar na cimeira. Bouteflika encontra-se em Paris por motivos de saúde. Mubarak não pretende deixar o Egipto em período eleitoral. A instabilidade política em Israel serviu de argumento para que o ministro dos Negócios Estrangeiros Silvam Shalom se fizesse representar pelo vice-primeiro-ministro Ehud Olmert. O primeiro-ministro José Sócrates e o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Fernando Neves, representam Portugal.