Última hora

Última hora

Myanmar: Aung Suu Kyi vai cumprir mais 12 meses de prisão domiciliária

Em leitura:

Myanmar: Aung Suu Kyi vai cumprir mais 12 meses de prisão domiciliária

Tamanho do texto Aa Aa

A junta militar de Myanmar, a antiga Birmânia, prorrogou, este sábado, em 12 meses a prisão domiciliária à líder da oposição e Prémio Nobel da Paz Aung Saan Suu Kyi. De acordo com o ministro do Interior, membros da junta deslocaram-se a casa de Suu Kyi para a informarem da decisão.

A líder política, de 60 anos, passou 10 dos últimos 15 anos ou numa penitenciária ou em prisão domiciliária, foi detida pela última vez no dia 30 de Maio de 2003 por membros da junta no norte da capital Yangon. Apesar das sanções da Europa e dos Estados Unidos, a junta, que governa o país desde 1962, não parece disposta a libertar Suu Kyi.