Última hora

Em leitura:

Cimeira euromediterrânica entre protestos e objectivos ambiciosos


mundo

Cimeira euromediterrânica entre protestos e objectivos ambiciosos

A cimeira euromediterrânica arrancou este domingo à noite em Barcelona. O rei Juan Carlos de Espanha foi o anfitrião da sessão informal de abertura, um jantar que reuniu os representantes de 35 países.

Este encontro visa dar um impulso ao chamado processo de Barcelona, uma associação lançada em 1995 para tornar o mediterrâneo uma zona de paz e properidade. Os principais líderes da europa estão presentes, como o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso e o chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero. Do lado árabe, apenas a Turquia e a Autoridade Palestiniana estão representadas pelos seus mais altos dignitários, Recep Tayyip Erdogan e Mahmoud Abbas, respectivamente. Milhares de pessoas manifestaram-se pacificamente este domingo contra o que apelidam de “Mediterrâneo do capital e da guerra”. A marcha tentou aproximar-se o mais possível das barreiras que cercavam o Centro de Convenções. Um dos desafios desta cimeira é aprovar um código de conduta contra o terrorismo e avançar em matéria de regulação da imigração clandestina. Mas as ivergências entre árabes e europeus prometem dificultar a tarefa. Em cima da mesa está também a criação de uma zona de comércio livre entre os 35 países do Euromed.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Mau tempo paralisa norte da Europa