Última hora

Última hora

Bush promete não fugir dos terroristas no Iraque

Em leitura:

Bush promete não fugir dos terroristas no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Não há calendário de retirada, mas os Estados Unidos pretendem passar progressivamente o controlo para as forças de segurança iraquianas permitindo às tropas da coligação centrarem-se em missões específicas. É a ideia central do discurso de George W. Bush, face à Academia Naval de Annapolis, em Maryland.

O presidente norte-americano apresentou a “estratégia para uma vitória no Iraque”, pediu paciência, disse que o aumento das capacidades operativas das forças iraquianas permitirá a redução das da coligação e as “tropas americanas regressarão, à pátria orgulhosa, quando estiver cumprida a missão de derrotar os terroristas no Iraque”. Para George W Bush o Iraque é a principal frente na luta antiterrorista e, preocupado em enviar uma mensagem clara, garantiu que “os Estados Unidos não vão fugir de bombistas e assassinos enquanto ele estiver no comando”. Uma resposta aos apelos da oposição e da opinião pública que pedem um calendário de retirada dos 160 mil soldados. Bush faz depender a retirada das condições no terreno, mas o Pentágono levanta a hipótese de fazer regressar milhares de homens após as legislativas iraquianas de 15 de Dezembro.