Última hora

Última hora

Apoio de Peres a Sharon faz subir Kadima nas sondagens

Em leitura:

Apoio de Peres a Sharon faz subir Kadima nas sondagens

Tamanho do texto Aa Aa

A renúncia de Shimon Peres ao Partido Trabalhista, após mais de quatro décadas de militância, veio aumentar as perspectivas de triunfo do novo partido de Ariel Sharon nas legislativas da próxima Primavera. Com o apoio manifestado ao partido Kadima, Peres fez subir ainda mais a nova formação nas sondagens.

Após a derrota na corrida à liderança dos Trabalhistas, o veterano político abandonou o partido por considerar que o actual chefe de Governo é a pessoa que mais garantias dá para a obtenção da paz. Nas ruas de Jerusalém, comenta-se a atitude de Peres: “Acho que deve estar muito triste por Peres ter assumido o comando e, na realidade, previ que tivesse esta atitude, porque tinha de reagir e deve ser terrível após todos estes anos”, afirma uma inquirida. “Devia ter abandonado há muito tempo. Acho que, em relação ao apoio a Sharon, ainda não é possível avaliar os efeitos práticos. Esperemos que algumas das pessoas que o apoiam também votem em Sharon. Acho que muitos israelitas pensam que ele é o único que nos pode governar nestes tempos horríveis”, opina outra. Rivais durante várias décadas, Ariel Sharon e Shimon Peres uniram esforços no governo para levar adiante o processo de paz israelo-palestiniano, cujo passo mais palpável consistiu na retirada israelita da Faixa de Gaza. A coligação desmoronou-se, mas os dois veteranos políticos parecem dispostos a aliar-se novamente rumo à paz.