Última hora

Última hora

Grã-Bretanha aplica sentença exemplar a assassinos de jovem negro de Liverpool

Em leitura:

Grã-Bretanha aplica sentença exemplar a assassinos de jovem negro de Liverpool

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça britânica aplicou uma sentença exemplar a Paul Taylor e Michael Barton pelo assassínio de um jovem negro em Liverpool.

O juiz que proferiu a sentença fez questão de sublinhar que se tratou de um crime racista, “um terrível incidente que mina qualquer sociedade civilizada”. Os jovens que cometeram o crime foram condenados a 17 e 23 anos de prisão mínima, ou seja, sejam quais forem as atenuantes de comportamento ao longo do tempo, vão ficar encarcerados pelo menos cerca de 20 anos. A mãe da vítima e a família, profundamente católicas, demonstraram ter perdoado os assassínos. A mãe disse que a cólera é uma prisão e que a família não quer ficar fechada na revolta durante toda a vida. Anthony Walker tinha 18 anos, era considerado aluno e cidadão exemplar. A 29 de Julho acompanhou uma colega à paragem do autocarro, passou por dois jovens que lhe dirigiram comentários racistas. Anthony ignorou e continuou o seu caminho. Minutos mais tarde os mesmos dois jovens dirigiram-se a Anthony com um picador de gelo. O jovem de 18 anos foi encontrado morto, com um golpe certeiro no crânio.