Última hora

Última hora

Eleitores do Cazaquistão vão às urnas legitimar a presidência de Nazarbayev

Em leitura:

Eleitores do Cazaquistão vão às urnas legitimar a presidência de Nazarbayev

Tamanho do texto Aa Aa

Os cazaques votam hoje para elegerem o seu presidente num escrutínio em que o chefe de Estado cessante, Noursoultan Nazarbaiev, é o grande favorito.

Todas as previsões apontam para o início do seu terceiro mandato depois de 16 anos de presidência alicerçada no bloqueio a todas as forças de oposição, na propaganda de Estado e no culto da personalidade. Cinco candidatos participam na eleição que não deve trazer novidades. Apesar do défice de democracia em que vive o país, a economia tem bons desempenhos e os índices de popularidade do presidente são imbatíveis. Mas o principal opositor é Jarmakhan Tuyakbay, candidato da aliança “Por um Cazaquistão Justo”, que denuncia a tendência para a ditadura e critica uma economia baseada nas gigantescas reservas do petróleo que beneficia apenas uma minoria. Neste enorme país da Ásia Central, cerca de 8,6 milhões de eleitores são chamados a pronunciar-se numa das 9.580 assembleias de voto que estarão abertas até às 20 horas locais. Os 1.600 observadores, entre os quais 450 pertencentes à Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, acompanham as condições em que decorre a votação e os escrutínio dos votos. Desde a independência do Cazaquistão, em 1991, nenhuma eleição foi reconhecida como livre e democrática.