Última hora

Última hora

Terminou o ultimato para a refém alemã no Iraque

Em leitura:

Terminou o ultimato para a refém alemã no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Multiplicam-se os apelos para que os sequestradores libertem os ocidentais raptados no Iraque. Uma centena de manifestantes empunhou cartazes a favor de Susanne Osthoff, em Hessem Offenbach, perto de Frankefurt, tentando sensibilizar a comunidade muçulmana a um sinal de solidariedade para com os reféns. O ultimato fixado pelos sequestradores de Susanne terminou ontem segundo a imprensa alemã. Em Berlim, o ministro dos Negócios Estrangeiros diz não ter conseguido estabelecer qualquer contacto com os raptores. A arqueóloga de 43 anos e o seu motorista desapareceram no Iraque, há uma semana, os seus sequestradores fizeram saber que seria executada se o governo alemão não deixasse de apoiar o governo iraquiano.

A sentença de morte foi também ditada para dois canadianos, um britânico e um norte-americano nas mãos de um grupo radical denominado “Brigada das Espadas do Direito”. O canal de televisão Al-Jazira divulgou um vídeo com as ameaças de execução que pesam sobre os quatro funcionários de uma organização humanitária em Bagdade, caso os prisioneiros iraquianos não sejam libertados até quinta-feira.