Última hora

Última hora

Engenheiro francês é a mais recente vítima da onda de sequestros no Iraque

Em leitura:

Engenheiro francês é a mais recente vítima da onda de sequestros no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês confirmou as notícias que desde a manhã de segunda-feira dão conta do rapto de um cidadão francês no Iraque.

Bernard Planche, um engenheiro hidráulico ao serviço de uma organização não governamental foi interceptado por cinco indivíduos à saída de casa no bairro de Al-Mansur, a Oeste de Bagdade. Segundo um polícia que abriu fogo sobre os raptores, o engenheiro ainda tentou resistir antes de ser agredido e levado à força para paradeiro desconhecido. O rapto não foi até agora reivindicado. O terceiro sequestro de um cidadão estrangeiro no Iraque nos últimos dez dias, levou Paris a renovar o alerta para que os franceses que estão no território ouque têm a intenção de se deslocar para redobrarem a prudência. O primeiro-ministro Dominique de Villepin afirmou que o estado francês, “está mobilizado a 100% para tentar libertar o refém o mais rapidamente possível”. No total mais de 40 cidadãos estrangeiros encontram-se actualmente prisioneiros de grupos armados no Iraque, em nome de reivindicações políticas ou económicas. Um sinal da violência crescente a menos de duas semanas das eleições legislativas. Entre os últimos estrangeiros sequestrados encontra-se a arqueóloga alemã Susanne Osthoff, que os raptores ameaçam executar caso a Alemanhã não abandone a sua cooperação com Bagdade. Quatro membros de uma ONG cristã, raptados no dia 26 de Novembro, encontram-se igualmente ameaçados de morte pelos raptores, que exigem a libertação de todos os prisioneiros iraquianos até à próxima quinta-feira.