Última hora

Última hora

UE: Barroso arrasa proposta britânica para o Orçamento dos 25

Em leitura:

UE: Barroso arrasa proposta britânica para o Orçamento dos 25

Tamanho do texto Aa Aa

Como em Junho, o debate sobre o orçamento comunitário de 2007-2013 parece caminhar para o fracasso e aprofundar a fractura no seio da União Europeia aberta com o chumbo da Constituição Europeia.

O Reino Unido tinha sido o mais acérrimo crítico da proposta de Jean-Claude Junker, agora a proposta da presidência britânica, apresentada esta segunda-feira, já é criticada de Lisboa a Varsóvia, de Paris a Bucareste e em uníssono pela Comissão e o Parlamento Europeus. Durão Barroso classifica proposta de “inaceitável”, “um orçamento para uma Europa em miniatura, não para a Europa alargada que temos agora e para a Europa forte de que necessitamos”. Na mesma linha as críticas do presidente do Parlamento Europeu. Josep Borrell não pensa que o Parlamento possa “facilmente” dar o seu “apoio a este género de proposta” As perspectivas financeiras apresentadas por Londres representam um corte de quase 25 mil milhões de euros em relação à proposta apresentada pela presidência luxemburguesa. As reduções maiores são nas ajudas regionais aos 10 novos estados membros, cerca de 15 milhões de euros. 7 mil milhões são retirados aos fundos para o desenvolvimento rural nos 25. Em troca Londres promete reduzir o “cheque britânico” em perto de 8 mil milhões de euros no período apresenta uma proposta que dá condições mais favoráveis aos novos Estados-membros para gastarem os fundos à sua disposição. Esta quarta-feira está marcado um conclave negocial dos 25 para discutir a proposta britânica. A decisiva Cimeira de 15 e 16 deste mês parece antecipadamente condenada ao fracasso e as perspectivas financeiras, um nado-morto que a presidência austríaca vai herdar.