Última hora

Última hora

Iraque: Saddam ameaça deixar de comparecer no tribunal

Em leitura:

Iraque: Saddam ameaça deixar de comparecer no tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo ditador iraquiano Saddam Hussein mandou o tribunal para o “inferno” e ameaçou deixar de comparecer num julgamento que considera “injusto”. Foi durante a quarta sessão do julgamento do processo do massacre de Dujail que as afirmações foram proferidas.

Apesar de tudo, o antigo líder do Iraque esteve mais calmo e ouviu as testemunhas sem grandes interrupções, ao contrário do sucedido na última audiência. No entanto, Hussein não deixou de provocar o juiz, questionar a legitimidade do tribunal e afirmar que os norte-americanos e os israelitas querem a sua execução. Duas das testemunhas ouvidas esta terça-feira optaram por depor sem revelar o rosto e com a voz distorcida para evitar represálias. Uma das testemunhas referiu ter sido obrigada a despir-se várias vezes perante grupos de oficiais das forças de segurança como se ela própria fosse um banquete, durante os quatro anos em que esteve detida. Declarou ter também ter sido vítima de tortura com choques eléctricos e outros maus tratos. Quando foi presa tinha 16 anos. Saiu em liberdade aos 20.