Última hora

Última hora

Autocarros de dois andares retirados de circulação após 50 anos de serviço

Em leitura:

Autocarros de dois andares retirados de circulação após 50 anos de serviço

Tamanho do texto Aa Aa

Londres despediu-se hoje, ao final da manhã, do último dos autocarros vermelhos de dois andares, o conhecido Routemaster double-decker.

A linha 159, entre Oxford Street e Brixton, foi o último trajecto com um dos tradicionais autocarros londrinos, que ao longo de meio século se converteram num símbolo da capital britânica. Winston Briscoe, condutor do último 159, diz que “toda a gente quer ver uma última vez os velhos autocarros. Vivemos numa nova geração, uma nova década. Tudo é diferente nos nossos dias.” Por questões de conformidade com as normas europeias de segurança e acessibilidade a deficientes, os velhinhos Routemaster, que em tempos foram cerca de três mil a percorrer as ruas de Londres, tiveram uma reforma antecipada. Porém, cinco décadas de leais serviços deixam saudades na população da capital britânica. “Não há nada como um autocarro londrino, com o seu cobrador, homem ou mulher, são cheios de vitalidade, conhecem a cidade e é óptimo andar a bordo”, afirma uma inquirida. Outro londrino diz: “Cresci com estes autocarros, são muito bons para subir e descer, os lugares atrás são espaçosos, com espaço para os joelhos, porque as pessoas altas não cabem muito bem nos assentos. É uma pena que acabem esta sexta-feira.” As ruas londrinas terão agora de habituar-se aos novos autocarros de um só piso com capacidade para 140 passageiros ou aos double-deckers concebidos de acordo com as normas europeias já em serviço. Para os mais saudosistas, cerca de duas dezenas dos antigos Routemaster vão continuar em serviço no centro de Londres nas linhas turísticas 9 e 15.