Última hora

Última hora

Gotovina detido em Espanha

Em leitura:

Gotovina detido em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro anos depois estar foragido, o general croata Ante Gotovina foi finalmente preso. A detenção ocorreu esta quarta-feira nas ilhas Canárias.

Procurado pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) para a ex-Jugoslávia, o general foi transferido para Madrid na quinta-feira, onde foi presente ao um juiz da Audiência Nacional. No tribunal penal espanhol de máxima instância foi informado de que as acusações que pesam sobre ele podem valer-lhe prisão perpétua. Gotovina é acusado crimes de guerra e contra a humanidade no conflito da ex-Jugoslávia. Carla del Ponte, procuradora do TPI, reagiu. Agradeceu a “colaboração dos governos espanhol e croata na detenção de Gotovina” e acrescentou que, “desde Setembro o TPI, usufruiu de uma importante colaboração de Zagreb”. A detenção do general croata é a primeira a ocorrer em Espanha de um procurado pelo TPI. Gotovina foi detido no Sul de Tenerife num restaurante de um hotel de luxo, em frente à praia das Américas. De acordo com as normas, a entrega do militar de 50 anos ao TPI não está sujeita aos procedimentos legais de extradição, pelo que Gotovina deverá viajar para Haia nos próximos dias.