Última hora

Última hora

Protestos levam governo italiano a realizar novos estudos sobre TGV Lyon-Turim

Em leitura:

Protestos levam governo italiano a realizar novos estudos sobre TGV Lyon-Turim

Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano recuou na questão sobre o TGV entre Lyon e Turim. Depois de várias manifestações do lado italiano contra a construção da linha de alta de velocidade, devido a alegadas violações ambientais, o executivo decidiu fazer novos estudos para avaliar o impacto da obra.

O anúncio surgiu depois de uma reunião de urgência entre cinco ministros e responsáveis locais italianos. O governo prometeu o lançamento de um processo extraordinário de avaliação de impacto ambiental a partir do local onde está previsto que o túnel comece em Vale de Susa, nos Alpes italianos. A contestação tem sido organizada por ecologistas italianos que garantem a existência de amianto e urânio em estado natural na montanha, algo que poderá provocar problemas de saúde a cerca de 70 mil habitantes. De acordo com o actual projecto, quando tudo estiver pronto em 2020, fazer uma viagem entre Lyon, no Leste francês, e Turim, no lado italiano, vai demorar perto de duas horas.