Última hora

Última hora

Gotovina vai declarar-se inocente na primeira comparência no TPI

Em leitura:

Gotovina vai declarar-se inocente na primeira comparência no TPI

Tamanho do texto Aa Aa

Ante Gotovina vai declarar-se inocente perante o Tribunal Penal Internacional (TPI) para a ex-Jugoslávia. O anúncio foi feito pelo advogado de defesa, Luca Misetic, a poucas horas da primeira comparência perante o juiz do TPI.

Misetic garante que Gotovina está confiante, apesar das acusações serem bastante pesadas e do general poder ser condenado a prisão perpétua. Gotovina é acusado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade no conflito entre 1991 e 1995. Foi detido quarta-feira em Tenerife, nas ilhas Canárias, enquanto jantava num hotel de luxo. A sua detenção levou a que os sentimentos nacionalistas ganhassem de novo fôlego. Um antigo agente da polícia croata garante que o general fez tudo o que pôde para defender o povo croata. Este domingo, algumas dezenas de milhares de pessoas rumaram a Split para uma manifestação de apoio àquele que consideram como o “herói da independência da Croácia”. Mas os protestos já se começaram a espalhar pelo país. Uma organização de antigos combatentes de guerra está a mobilizar esforços para conseguir um forte apoio a Ante Gotovina. O primeiro-ministro Ivo Sanader é um dos pincipais visados. Muitos acusam-no de ser traidor e de ter sido o chefe de governo a entregar Gotovina às autoridades. Na manifestação que se realizou em Mostar não faltaram também os slogans anti-União Europeia.