Última hora

Última hora

OMC: Hong Kong preparada para conferência e manifestações

Em leitura:

OMC: Hong Kong preparada para conferência e manifestações

Tamanho do texto Aa Aa

A sexta conferência ministerial da organização mundial do comércio começa já esta terça-feira em Hong Kong.

Os dirigentes dizem que a liberalização das trocas comerciais vai acelerar o crescimento dos países menos desenvolvidos, mas milhares de pessoas opõem-se aos propósitos do ciclo negocial iniciado em Doha, em 2001. É por isso que em Hong Kong esperam-se 10 mil manifestantes, entre eles activistas sul-coreanos conhecidos pelo seu radicalismo. No interior do centro de congressos de Hong Kong o ruído dos protestos não deverá incomodar muito os representantes dos 149 países membros da OMC. Nos em cima da mesa dos debates deverá estar novamente a questão da agricultura, com um comissário europeu Peter Mandelson impedido pelos 25 de apresentar novas propostas de redução dos direitos alfandegários nos produtos agrícolas. Apesar das questões complexas das negociações, equidade nas trocas comerciais é um pedido simples que 17,8 milhões de pessoas subscreveram numa petição entregue ao director-geral da OMC, Pascal Lamy. Coube ao actor mexicano Gael Bernal, à cantora africana Angelique Kidjo e ao cantor chinês Anthony Wong entregarem a petição a Lamy.