Última hora

Última hora

OMC: Agricultura ameaça fracassar negociações em Hong Kong

Em leitura:

OMC: Agricultura ameaça fracassar negociações em Hong Kong

Tamanho do texto Aa Aa

Nas ruas os protestos, na sala de negociações a discórdia. É neste cenário pouco optimista que arranca a conferência ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Hong Kong.

A discussão sobre a liberalização do comércio mundial é retomada numa ocasião em que União Europeia e Estados Unidos se dividem quanto às concessões a fazer no sector agrícola. Mais de uma centena de manifestantes, na maioria sul-coreanos, lançaram-se à baía de Hong Kong para protestar contra a Organização Mundial do Comércio que acusam de matar os agricultores. Esta cimeira deverá constituir o último passo nas negociações do ciclo de Doha com vista a um acordo de comércio livre. Após meses de fracassos negociais, o director-geral Pascal Lamy só acredita no poder de uma varinha mágica. “Mas a magia só funciona se todos acreditarem”, lançou. Milhares de pessoas manifestaram-se pela segunda vez em protesto contra a globalização. Nove pessoas, entre as quais dois polícias, ficaram ligeiramente feridas em confrontos durante os protestos. A polícia utilizou equipamento anti-motim para impedir a entrada de cerca de 20 manifestantes que pretendiam aceder ao local do encontro que se prolonga até domingo e conta com a participação de cerca de 10.000 negociadores Milhares de agricultores sul-coreanos protestaram contra a proposta de redução das subvenções governamentais ao sector agrícola, o ponto negro das negociações muito criticado pelos países em desenvolvimento que consideram que a União Europeia e os Estados Unidos praticam políticas demasiado proteccionistas.