Última hora

Última hora

Mahmud Ahmadinejad volta a provocar mau estar na comunidade internacional

Em leitura:

Mahmud Ahmadinejad volta a provocar mau estar na comunidade internacional

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad voltou a provocar um certo mau estar na comunidade internacional ao voltar a atacar Israel. Ahmadinejad pôs em causa a existência do holocausto ao falar de “mito do massacre dos judeus” e propôs a criação de um Estado israelita na Europa, nos Estados Unidos, no Canadá, ou ainda no Alasca, num discurso transmitido pela televisão estatal esta quarta-feira.

No passado dia 08 de Dezembro, o presidente ultraconservador iraniano tinha já sugerido que se a Alemanha e a Áustria se consideram culpados dos massacres de judeus durante a segunda guerra mundial deviam criar um Estado de Israel no seu território. Israel afirma que fará tudo para se proteger do Irão, mas chama a atenção da comunidade internacional para a questão do nuclear. Mark Regev, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros israelita, referiu que “a combinação de um regime com uma agenda muito radical e com um sentido distorcido da realidade, como provam as declarações de hoje, com armas nucleares é uma combinação perigosa que ninguém na comunidade internacional pode aceitar”. O regime iraniano é acusado pelo ocidente de estar a retomar o seu programa nuclear com o objectivo de se dotar de armas nucleares, mas Teerão afirma que o programa destina-se exclusivamente a fins civis e acusa os europeus de ingerência. A União Europeia condenou de forma inequívoca os ataques verbais do presidente iraniano, considerando-os incompatíveis com “um debate político civilizado”.