Última hora

Última hora

Desmantelada maior rede de imigração ilegal na Europa

Em leitura:

Desmantelada maior rede de imigração ilegal na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Uma acção policial conduzida em simultâneo em cinco países permitiu desmantelar uma importante rede internacional de imigração clandestina. Na operação, que decorreu em França, na Grã-Bretanha, na Grécia, em Itália e na Turquia, foram detidas 53 pessoas e quarenta outros suspeitos estão a ser procurados.

Os detidos, iraquianos, iranianos e afegãos, aliciavam nos seus países de origem os imigrantes, que pagavam entre 6 mil e 15 mil euros por um futuro na Europa. Os clandestinos eram dirigidos para Itália, de onde passavam para França, tendo como destino final a Grã-Bretanha e o Norte da Europa. A comandar as operações na capital italiana, estava Ali Ako, um curdo iraquiano, supostamente em coordenação com 3 outros cabecilhas detidos no Reino Unido. Em Roma, o procurador especial Anti-máfia Piero Grasso salientou que “esta investigação foi desenvolvida em ‘call-centers’ e escritórios de transferência de dinheiro, o que sugere pistas para posteriores investigações antiterroristas.” A operação policial, coordenada pela Europol e pela Eurojust, demorou um ano a dar frutos. Durante os cinco anos que operou, a rede terá movimentado milhões de euros e traficado cerca de quatro mil imigrantes ilegais, que, além de ocultos em camiões e ferryboats, terão também entrado em Itália em embarcações precárias.