Última hora

Última hora

Quatro activistas palestinianos mortos em raide israelita

Em leitura:

Quatro activistas palestinianos mortos em raide israelita

Tamanho do texto Aa Aa

O exército israelita desencadeou mais dois raides aéreos em Gaza. Um dos raides teve como alvo uma viatura que circulava na cidade e matou quatro activistas palestinianos membros dos Comités da Resistência Popular.

Fontes do Tsahal dizem que se tratava de um grupo que se preparava para cometer um atentado contra alvos israelitas sem especificar quais e alegam que a violência da explosão indica que havia explosivos dentro do veículo. Num outro raide, horas antes, um responsável do movimento Jihad Islâmica tinha ficado ferido. Os dois grupos já ameaçaram vingar estes ataques com mais atentados contra alvos israelitas. Os raides de Israel surgem no mesmo dia em que terminava o prazo para a formalização das listas de candidatos concorrentes às eleições de 25 de Janeiro, na Palestina. Um momento em que o Fatah passa pela maior das crises internas dos seus 40 anos de existência. A velha guarda e a nova geração apresentaram listas diferentes, curiosamente ambas escolheram o mesmo cabeça de lista, o histórico militante Marwan Barghouti, detido numa prisão israelita e condenado cinco vezes a prisão perpétua. A velha guarda espera que Bargouthi se decida pela lista dos líderes da Autoridade Palestiniana, mas a esposa do militante detido afirma que o marido está com os jovens. Ou seja, na lista de Djibril Radjoub e Mohamed Dahlan.