Última hora

Última hora

Tribunal de Istambul suspende processo de Orhan Pamuk até Fevereiro

Em leitura:

Tribunal de Istambul suspende processo de Orhan Pamuk até Fevereiro

Tamanho do texto Aa Aa

O processo de Orhan Pamuk foi suspenso até ao próximo dia 7 de Fevereiro. O galardoado escritor turco compareceu diante do tribunal de Istambul por insulto à identidade turca, mas o colectivo decidiu suspender a audiência por não ter recebido o despacho que validava o julgamento.

Além das críticas de associações de direitos humanos, a mediatização deste processo lançou também o debate sobre a adesão turca à UE e o grau de convergência de Ancara com Bruxelas. O ecologista Daniel Cohn-Bendit, presente em Istambul, destaca o estado da democracia turca: “Isto mostra o actual declínio da liberdade de expressão na Turquia. A liberdade de expressão é a base da democracia”. Na Turquia, estão também o Comissário para o Alargamento Olli Rehn e diversos outros eurodeputados. Orhan Pamuk, de 53 anos, denunciou em Fevereiro passado os genocídios arménio e curdo, crimes que considera serem assunto tabu na actual sociedade turca. Ao abrigo do antigo código penal, o ministério da Justiça terá de decidir se o processo vai a julgamento. Caso seja condenado, Pamuk, distinguido com o Prémio da Paz da Associação de Livreiros Alemães, incorre numa pena entre seis meses e três anos de prisão.