Última hora

Última hora

Bolivianos elegem presidente

Em leitura:

Bolivianos elegem presidente

Tamanho do texto Aa Aa

A Bolívia escolhe hoje um presidente para os próximos quatro anos, após um período conturbado que podia ter conduzido o país à guerra civil.

Evo Morales, do Movimento para o Socialismo, é o favorito no sufrágio e poderá tornar-se o primeiro presidente de origem índia de toda a América Latina. Morales assume-se como o pesadelo dos Estados Unidos e quer, entre outras medidas, legalizar o cultivo de folhas de coca, dar peso político à população indígena e nacionalizar as explorações petrolíferas e de gás natural em território boliviano. O principal adversário do líder dos plantadores de coca é o liberal Jorge Quiroga. Presidente durante um ano, em 2001, formado nos Estados Unidos, Quiroga tem uma política de tolerância zero para a coca e pretende negociar a anulação da dívida externa do país. A Bolívia é a nação mais pobre da América do Sul, com mais de dois terços da população a viver sob o limiar da pobreza. A instabilidade social, que levou à deposição de dois presidentes desde 2003, fez com que a região oriental de Santa Cruz, rica em gás natural, reclamasse uma maior autonomia. Se depois de se pronunciarem os mais de três milhões e meio de eleitores, cuja participação é obrigatória, nenhum dos oito candidatos tiver obtido mais de 50% dos votos, o Congresso irá a 9 de Janeiro escolher um dos dois candidatosmais votados este domingo.