Última hora

Última hora

Manifestação em Sydney para protestar contra violência racial

Em leitura:

Manifestação em Sydney para protestar contra violência racial

Tamanho do texto Aa Aa

As praias das imediações de Sydney estão praticamente desertas depois da violência racial que, na semana passada, opôs grupos de surfistas a jovens de origem libanesa.

Para prevenir novos tumultos, dois mil polícias patrulham as praias. Enquanto isso, no centro de Sydney, milhares de pessoas protestaram hoje contra o racismo. Um manifestante justifica o jogo de palavras no cartaz que empunha, pois “os racistas estão sempre a dizer às pessoas para irem para casa e na Austrália, tirando os aborígenes, todos somos oriundos de outros locais.” Outro jovem garante que “as pessoas não estavam sob a influência do álcool, foi tudo preparado, havia bandeiras, comida grátis, não foi um grupo de pessoas embriagadas a fazerem tolices”. Na semana passada, na praia de Cronulla, um grupo de cinco mil pessoas protestava contra uma suposta agressão a nadadores-salvadores feita por jovens de origem libanesa, residentes nos subúrbios pobres de Sydney. Nos motins ficaram feridas dezenas de pessoas e a polícia procedeu a 60 detenções. Entretanto, durante a semana, grupos racistas convocaram novos confrontos para as praias da Nova Gales do Sul, pelo que as autoridades impuseram barreiras rodoviárias e desaconselharam as idas à praia.