Última hora

Em leitura:

George Bush alvo de críticas


mundo

George Bush alvo de críticas

As escutas secretas a cidadãos norte-americanos vão continuar apesar das críticas. A garantia foi ontem dada pelo presidente dos Estados Unidos que pressionou o Congresso a aprovar o “Patriot Act”, a lei antiterrorista que os senadores recusam por a considerarem limitadora dos direitos individuais.“As escutas foram feitas a indivíduos com laços conhecidos à al-qaida. Eu reautorizei este programa mais de 30 vezes desde o 11 de Setembro e pretendo continuar a fazê-lo enquanto a nação enfrentar a ameaça contínua de um inimigo que quer matar cidadãos americanos”, afirmou o chefe de Estado norte-americano, numa conferência de imprensa. Mas os argumentos de George W. Bush em defesa de um programa secreto cuja existência só foi conhecida devido as investigações do jornal New York Times, não convence o grupo de senadores que recusou este Sábado reautorizar a lei antiterrorista.Um dos senadores contestatários é Carl Levin:“Onde é que ele encontra na Cosntituição a autoridade para pôr escutas nos telefones de cidadãos americanos sem qualquer supervisão de um tribunal”.

Com a imagem a atingir os índices de popularidade mais baixos de sempre, a guerra com os senadores, o desempenho no Iraque e agora a descoberta das escutas secretas, George Bush enfrenta dificuldades para recuperar a confiança dos americanos.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Colisão entre dois comboios faz pelo menos 60 feridos