Última hora

Última hora

Frente a frente entre Soares e Cavaco marcado pela tensão

Em leitura:

Frente a frente entre Soares e Cavaco marcado pela tensão

Tamanho do texto Aa Aa

Um Mário Soares ao ataque e um Cavaco Silva contido. Foi assim o primeiro frente a frente dos dois candidatos no último debate das presidenciais, difundido pela RTP ontem à noite.

O candidato socialista dirigiu ataques sistemáticos ao antigo primeiro-ministro, que afirmou estar a conter-se para não ser deselegante com o adversário. Um debate tenso entre os dois velhos rivais. “Ele está a falar de coisas para as quais não tem competências. Está a falar da crise – a crise é uma coisa que nos afecta a todos -, mas ele não tem competências para digir ou fazer políticas, nem para acabar com o desemprego, como prometeu, nem para resolver problemas da educação ou outros. Tudo isso é com o governo”, acusou o antigo chefe de Estado. A resposta de Cavaco Silva foi imediata: ““Não sou o salvador da pátria. Eu acho que há um risco, mas o risco é de Portugal atingir 500 mil desempregados. Eu sei muito bem quais as competências de um presidente da República, mas entendo que, e neste aspecto sou diferente do dr Mário Soares, que, nestas circunstâncias, o Presidente da República não pode ficar passivo, tem de ser activo e tem de aceitar colaborar com o governo” As últimas sondagens dão a maioria absoluta a Cavaco Silva e colocam Mário Soares atrás do também socialista Manuel Alegre.