Última hora

Última hora

Saddam Hussein comparece descontraído perante o juiz

Em leitura:

Saddam Hussein comparece descontraído perante o juiz

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um Saddam Hussein descontraído o que compareceu esta, esta quarta-feira, em tribunal juntamente com sete dos seus antigos colaboradores.

A sua presença perante o juiz era até esta manhã uma incógnita, apesar das declarações do seu advogado que confirmavam que o antigo ditador estaria presente na sessão de hoje. O ex-presidente iraquiano boicotou a última sessão, a 7 de Dezembro, ao recusar-se a comparecer no tribunal de Bagdade, que o está a julgar. Saddam mandou os juízes para o inferno e alegou que o julgamento era uma farsa inventada pelos Estados Unidos. Saddam Hussein e sete dos seus colaboradores são acusados do assassínio, em 1982, de perto de 150 pessoas na aldeia xiita de Dujail, depois do antigo ditador ter sido o alvo de um atentado fracassado. Nesta sexta audiência do processo, Saddam ouviu o depoimento de uma testemunha. Ali Hassan Mohammed al-Haidari, de 37 anos, descreveu a repressão de que os habitantes de Dujail foram vítimas depois do sucedido em 1982. Al-Haidari referiu que a sede do partido Baas em Dujail transformou-se num centro de tortura onde os suspeitos entravam pelos seus próprios pés e saíam enrolados em lençóis completamente manchados de sangue.